pub-1948941825289788
 

O Organismo é Sábio - uma briga sem sentido entre a Medicina Oficial e a Integrativa

Atualizado: 2 de jun. de 2021



A questão já não é mais o elo perdido da medicina. Avançamos muito e há uma questão muito mais urgente para resolver. A briga sem sentido entre as medicinas consideradas oficiais, credenciadas pelo sistema, e as integrativas, alternativas, tradicionais e de todos os esforços que buscam a mentalidade de saúde, o "equilíbrio do organismo".

O indivíduo está sendo esquecido nesta competição desumana, invariavelmente por interesses financeiros e institucionais, status profissionais e egotismos. Os atores que patrocinam essa briga inútil não percebem que o Organismo é Sábio, é com ele que deve ser co

ncebida a solução para a saúde do indivíduo, de cada indivíduo.


Este é o fio condutor de “O Organismo é Sábio – medicina oficial versus integrativa,

uma briga sem sentido”.


  • Onde se inserem as medicinas intensiva, da beira do leito (?), preventiva, afinal um organismo doente é necessariamente lesionado ou pode estar apenas desorganizado?

  • Curar? O quê? Não é onde, é como?

  • Quanto vale uma dor de cabeça no mercado, na indústria do adoecimento?

  • Afinal, eu posso ou não cuidar da minha saúde, junto com o meu médico?

  • Enquanto lemos este último sintagma, milhões de células morreram em nosso organismo e outros milhões nasceram... Como pode um médico em quinze minutos elaborar um diagnóstico parcial, prescrever exames de laboratório baseados em protocolos padrões (do Japão, para um indivíduo na América do Sul) e duas semanas (uma lua) adiante saber tudo do seu corpo, e prescrever a cura com uma, ou duas balas mágicas? - Maria, chame o próximo cliente por favor, e me traga um copinho d´água... Depois vamos remarcar umas consultas, ok? Tenho aquela palestra pra dar...


Desde a remontagem da história das medicinas, da prática médica contemporânea, afastada do indivíduo, do ser humano, e fundamentalmente dessa maravilha única que é o nosso organismo, a nossa ligação íntima com a natureza.


A importância dessa verdade, não só na terapêutica, mas em tudo o que envolve a saúde das pessoas; a medicina oficial versus a medicina integral; os mecanismos e avanços sociais e tecnológicos (bem ou mal) apropriados pelo establishment médico, e um dado alvo central: o médico, o bom e o mau médico. O objetivo é discutir sobre o caminho para uma mentalidade de saúde, o equilíbrio do organismo como um todo, tão ligado ao bem-estar e à felicidade, quanto a sabedoria do organismo é capaz de dar significado a este desejo, que certamente o leitor tem em mente como objetivo de vida.


"Um livro para ser lido e relido, um livro que sinaliza o caminho para uma Mentalidade de Saúde"



Não deixe de ler também: Um Chanson e o "Organismo é Sábio" de brinde.




Ionizadores, equilíbrio de pH da água e ORP

logo_oponto_news_H2Blue_round_radio_cafe-removebg-preview.png