top of page
logo_oponto_news_H2Blue_round_radio_cafe-removebg-preview.png
Noticia e Informacao contextualizadas
00:00 / 03:51

Preck, revolução disruptiva da publicidade – “de um jeito ou de outro.”


A campanha da Preck atualmente no ar (por pouco tempo), através da mídia tradicional (i.e. TV, jornais, revistas, radio AM/FM, backlights, billboards, roadshow, etc) e online com toda a sorte de backlinks, keywords e tudo o mais, é uma forma inusitada de atingir todos os segmentos e nichos transversais; buscando seu target alargado alcançou todos de uma só vez, ao contrário de suas campanhas por décadas, que eram criadas para cada target e, sem esgotar o impacto de uma ideia que há muito tempo não era vista por profissionais de comunicação & marketing nem tampouco o público, acaba de fazer história. Quem viu, viu.


O slogan aparentemente hermético, “one way or another / de um jeito ou de outro”, veio explicar, finalmente, o porquê da letra “quê” ou [k′e], o “p” invertido de sua logomarca. Já haviam dito que o “q” e “p” aproximados poderia ter sido uma tentiativa subliminar de projetar a imagem fálica do saco escrotal ou das trompas de falópio. Mas nunca essas possibilidades foram confirmadas pela empresa, e o criador da marca falecera um ano após a sua criação. Assim, desde os seus quase 100 anos de vida, nunca a empresa havia sido arrojada, isto é, escolhido uma agência essencialmente criativa e de renome internacional como a DM & Saphyr para uma campanha de marketing & comunicação. Sua estratégia tradicional foraa té então setorial, e o mercado sempre a viu como uma empresa tímida, de potencial subutilizado. Pois, em tempos de voos supersônicos através das recentes descobertas de possibilidades da AI Generativa, a Preck, logo ela, vem ao ambiente corporativo, dos consumidores e profissionais de toda a sorte, surpreender.



Um amigo ingenuamente me perguntou sobre a alma (suas palavras) do slogan, inferindo que não entendia o objetivo emocional da frase “de um jeito ou de outro”. - Fácil! – Lhe respondi. Enquanto há lugar para qualquer indivíduo sair do anomimato e ganhar muito dinheiro com qualquer bobagem, desde que acerte “na mosca”, há latente a vontade em cada um de fazer, realizar, sair da condição em que está e melhorar de vida, aparecer. Vencer, em última instância. “De um jeito ou de outro” promete isso.


Mas o mais inusitado e criativo foi fazer chegar a todos os segmentos, atingir todas as camadas consumidoras tanto por faixa etária quanto poder aquisitivo, de um modo que cada indivíduo preso por uma única promessa responda ao apelo publicitário. Um passo além da missão do “advertising”, o início da venda. Isso é inédito.


Vejamos: quando a Preck diz que vai tirar do ar sua campanha e pede ajuda aos seus clientes, aos consumidores, e promete um prêmio para quem avisá-la onde ainda possa haver resíduos de seus anúncios, ela simplesmente atinge todo o espectro que a comunicação pretendia. Imagino os diretores da empresa ao assistirem a apresentação da campanha pelo criador desta campanha que certamente vai ganhar todos os prêmios.


Quem diria, uma campanha que estimula “de um jeito ou de outro”, e adicionalmente pede para o consumidor em potencial tirá-la do ar, e ganhar para isso!




Comments


bottom of page