pub-1948941825289788
 

Greenpeace ataca com luzes azuis ponte de New York. 5a rodada da ONU, é agora ou nunca.


(FONTE EURONEWS 16/08/2022) - A quinta e decisiva ronda de negociações dos Estados membros das Nações Unidas para acordo com relação à pesca em alto-mar e outros assuntos pertinentes a essa área remota do Oceano está neste momento ocorrendo em New York e vai até dia 26 de agosto. - O ONG Greenpeace iluminou a famosa Ponte de Brooklyn toda de azul, com projetores ultra sofisticados, destacando o banner "STRONG GLOBAL OCEAN TREATY NOW!"

Após quatro rondas de negociações frustradas e dois anos de atraso provocados pela pandemia, a ONU considera que "não podemos esperar mais", palavras de Miguel de Serpa Soares, subsecretário-geral da ONU para os Assuntos Jurídicos, e ele sublinha: "o terrível estado do oceano significa que é momento de agir agora e que a melhor forma de mostrar a nossa determinação do que finalizar um acordo que assegure a conservação e o uso sustentável da diversidade biológica marinha em alto mar?"


O alto-mar, além das Zonas Económicas Exclusivas de cada país, representa dois terços dos oceanos mas só 1% está protegido por lei.


A determinação da ONU, leia-se por António Guterres, na Conferência de Lisboa, e registrada em oPONTO NEWS H2BLUE que cobriu o evento, é declarar um "estado de emergência oceânico". Esta declaração é partilhada pela União Europeia e contrasta com a oposição de países como a Rússia, Japão ou Islândia, que pretendem deixar os direitos piscatórios fora deste acordo.


Aakash Naik, da Campanha Greenpeace Proteja os Oceanos: “Os oceanos suportam toda a vida na Terra, mas por séculos a negligência tem empurrado os oceanos para esta crise. A força deste Novo Tratado Global decidirá se resolveremos esta crise ou continuaremos o status quo falido atual". Foi por isso que iluminamos a Ponte de Brooklyn, para este ícone de New York tornar-se um monumento à beleza do oceano.


Os Governos tem discutido este Tratado por por duas décadas e enquanto eles conversam os oceanos e as pessoas que vivem dele sofrem. Não podemos permitir nenhum atraso extra. Mais de 5 milhões de pessoas se juntaram ao nosso chamado para fortalecer que o Tratado seja concluído em 2022. Os negociadores tem de saber que o mundo está atento enquanto eles decidem o futuro do planeta.” FONTE: GREENPEACE.


O alto-mar, além das Zonas Económicas Exclusivas de cada país, representa dois terços dos oceanos mas só 1% está protegido por lei.




LEIA TAMBÉM:




  • Lixo Marinho: Pare e Pense!Reatualizado em 2022 vídeo "Lixo Marinho: Pare e Pense", gravado em 2009, atualizado em 2017 e agora, após a Conferência das Nações...


logo_oponto_news_H2Blue_round_radio_cafe-removebg-preview.png