top of page
logo_oponto_news_H2Blue_round_radio_cafe-removebg-preview.png
Noticia e Informacao contextualizadas
00:00 / 03:51
  • Luís Peazê

Nós em 2019


2019 está predestinado para ser cheio de nós.

Você não vai escapar. Todos nós estaremos amarrados de um jeito ou de outro. Como nós de todos os tipos, cegos, frouxos, indecisos, resistentes, emaranhados, enredados, nós somos isso, afinal de contas. Mas prefiro vislumbrar qualquer forma de nó como um problema matemático, ou metafísico, ou, na pior das hipóteses, relativo. Os nós, de todos os formatos não são mais do que uma equação matemática, o mais simples nó que qualquer criança pode dar não passa de planos que se tangenciam, ou se intersectam, observe aqui o mais importante de tudo para nossas vidas em 2019 e história de vida afora: nenhum plano de nós cruza o caminho do outro, os planos de qualquer infinidade de nós são multiculturais na mais ampla acepção do termo, são planos que não passam através um dos outros, ao contrário, permitem-se ocuparem o mesmo espaço, um de cada vez, se entrelaçam, sim, mas nunca de um modo que um plano seja subalterno ao outro, eles se somam, se equalizam, se amarram ou se soltam naturalmente...

Que 2019 seja um belo conjunto de nós.

bottom of page