top of page
logo_oponto_news_H2Blue_round_radio_cafe-removebg-preview.png
Noticia e Informacao contextualizadas
00:00 / 03:51
  • Foto do escritorLuís Peazê

Viajar, para você que é A ou Z. Indo para São Paulo, eu recomendo a Flórida


Luís Peazê - Publicado em 30/03/2017 14:03

Categoria: Cultura & Comportamento Contexto: Florida, viajar, USA, turismo, festival, Fort Lauderdale

É quase páscoa, mas depois do fenômeno “spring break”, criado nos anos 1930, nos USA, em torno das férias escolares que em alguns estados ocorrem em março, o mês de abril passou a simbolizar também mês das férias e diversão, muita diversão. Uma espécie de folia que oficialmente duraria uma semana, mas, “como é muito bom”, vai até mais tarde... Aliás, esta é outra boa invenção americana, copiada por vários países pelo mundo afora.

Em plena atmosfera de "spring break" na Flórida, ocorre aqui em São Paulo o World Travel Tourism, evento da indústria do turismo, a maior indústria do mundo, maior do que a do petróleo, automóveis e agropecuária juntas.

A Conversa no Píer irá ao evento no Expo Center da “Paulicéia Desvairada” (alguém lembra o que Mário de Andrade, criador do modernismo, teria dito de sua própria obra? “Áspera de insulto, gargalhante de ironia”, alguma semelhança com a atualidade?) e a ideia é contextualizar, em tempos ultra modernos, as práticas disruptivas do turismo cidadão, ou do compartilhamento, do turismo da aventura, ou ativo, com a variedade de opções da cadeia tradicional de incentivo ao saudável sonho de viajar.

Atenção: dizem os cientistas sociais que viajar é sonhar e que, o jornalismo de turismo, assim como as políticas públicas de incentivo ao turismo, são intrinsecamente tendenciosos. Apelam para o impulso lúdico dos consumidores em potencial. E este humilde articulador concorda, com um gravíssimo reparo: eu sou tendencioso, pelo bom sentido. Se a coisa é boa, quero contar, publicar, realçar em letras garrafais e escolhi a Flórida, um lugar que conheço razoavelmente bem; mais especificamente no condado de Broward, a área Greater Fort Lauderdale, onde talvez a maioria das pessoas não se dê conta de que é tão convidativa e rica de opções quanto as vizinhas Miami e Orlando, tão populares quanto o Mickey Mouse.

- Com relação à onda canibalesca de aplicativos que prometem transportá-lo, à velocidade de três clicks (escolha, reserve e pague), de sua cidade para qualquer lugar do mundo, como se fosse um morador local daquele destino, a boa notícia é que tudo o que incentive a realização de sonhos é saudável. Se você gosta de surpresas à flor da pele, a toda hora, então pertence ao grupo Z de viajantes, embarque nesta aventura e saia clicando, viajando. Nunca foi tão fácil viajar.

Do Decolar.com ao Expedia, de Kayak ao PeixeUrbano, do Airbnb ao HomeAway

Cuidado para não se perder! As opções são muitas e nascem novas a cada dia.

Enquanto isso, em Gotham City, você aí da poltrona, segundo nossa classificação, do grupo A, que planeja tirar férias com a família, ou com a nova “girlfriend” ou “boyfriend” ou, sonha cair de paraquedas como desconhecido e... (não serei indiscreto), pense embarcar num avião na hora de ir para a cama e aterrissar de manhã cedinho já em ritmo de férias com tudo na mão.

Uma van lhe esperando no aeroporto, um quarto de hotel arrumado pronto para você abrir a sua mala e não se preocupar em arrumar nem a cama, e tantas opções de esporte, passeio, sightseeing, restaurantes, clubes, nightclubs que funcionam à luz do dia, água cristalina azul e areia branquinha, ah, com muita música na praia – não vai caber neste parágrafo tudo o que você pode desfrutar, e olha que estou querendo puxar a brasa para o assado de Fort Lauderdale hein, pois nos arredores é um parque de diversão sem fim...

Uma pequena amostra das opções cativas ao longo do ano na Florida, veja só:

“Não estamos tentando salvar todo o planeta”... O quê?! Com este título provocante, que continua assim: “...apenas 3/4” a fundação Rock the Ocean para a conservação dos oceanos promove o Tortuga Music Festival; e com música não se brinca, sem palavras, isto é, melhor você “ouvir com os próprios olhos” no vídeo abaixo ou neste link aqui: https://www.sunny.org/event/rock-the-ocean-tortuga-festival/21705/

Percebeu a areia branquinha, a interação da praia e edificações com o ambiente costal? Sentiu a vibração de A à Z? Parte da arrecadação de bilheteira é doada para o Fort Lauderdale Park, ao longo da programação de grandes músicos engajados, várias campanhas de preservação do ambiente marinho são realçadas e, enfim, rola muita coisa boa. Não é pouco. Altamente recomendável. Para finalizar, como eu não sou 100% comercial, repito aqui um slogan de uma escolinha de vela do Facebook: se você está cansado de ser feio e triste, vá à Flórida e, pelo menos, seja alegre 😊


bottom of page